Fast Fashion online: a moda a um clique de distância

Fast Fashion online: a moda a um clique de distância

O conceito de Fast Fashion (ou Moda Rápida, em português) revolucionou o mercado de moda graças ao barateamento da mão de obra e também da matéria-prima na indústria têxtil. 

Tornando-se rapidamente um fenômeno entre os consumidores, que podem encontrar coleções desse tipo em grandes lojas como Renner, Riachuelo e C&A. Além de várias marcas estrangeiras presentes no mercado nacional, como a Forever 21 e Zara, por exemplo. 

O nome Fast Fashion traduz bem como esse conceito de moda funciona: roupas desenhadas em 24 horas e coleções lançadas toda semana. Novidades chegando às vitrines todos os dias.

No entanto, o Fast Fashion agora não se limita apenas ao físico, pois os varejistas estão ampliando seu alcance para o mundo digital. Com a pandemia, muitas marcas sofreram perdas de suas lojas físicas, mas observaram um aumento inversamente proporcional no e-commerce. Isso porque o modo de consumo também acompanhou as grandes mudanças.

Leia também: 3 inovações da indústria da moda no digital

 

Fast Fashion a um clique

Fast Fashion a um clique

Não é de agora que a internet vem se estabelecendo como preferência quando se trata de consumir. De acordo com o levantamento realizado pela ConQuist Consultoria, empresa de consultoria empresarial e pesquisa, cerca de 71% dos brasileiros aderiram às compras online.

Isso significa que, paralelamente a este crescimento, as empresas estão se adaptando e migrando para o digital. E o mercado de moda não fica atrás, especialmente o Fast Fashion.

As empresas têm se expandido online com uma estratégia para alcançar novos consumidores, que aderiram as lojas virtuais, oferecendo linhas de roupas com designers exclusivos e renovando as coleções mensalmente - algumas até optam pela tática de lançar semanalmente.

Em outras palavras, a ideia das marcas de Fast Fashion é que os produtos estejam a um clique de distância, aproveitando também para aderir setores sub-atendidos pelo varejo tradicional.


Baixe nosso material gratuito: 10 Tendências para a indústria da moda no digital

Os novos desafios do Fast Fashion online

Os novos desafios do Fast Fashion online

Atualmente, mais do que se reinventar para lidar com a fragmentação cada vez maior do mercado e investir em seus próprios e-commerces - criando uma experiência omnichannel -, as marcas de Fast Fashion encontram novos desafios para conquistar e fidelizar seus clientes. 

Oferecer uma experiência de compra satisfatória dentro do site, ter políticas diferenciadas de entrega e devolução, adotar novas formas de comunicação com o público e adotar uma postura mais ética e sustentável são alguns deles - visto que os novos consumidores estão cada vez mais preocupados com o meio ambiente e aderem a marcas que fazem o mesmo.

Empresas como a Renner, por exemplo, já estão se posicionando quanto às políticas de sustentabilidade na fabricação de suas coleções. No VTEX Day 2022, na palestra “A transformação dos ecossistemas de moda”, Guilherme Reichmann e Tiago Dowsley falaram sobre a transformação digital do Fast Fashion e do ressignificado que estão atravessando.

Além da digitalização e as tendências que se seguem com ela, a fim de conquistar um público cada vez mais exigente e virtualizado, as marcas atualmente buscam alinhar seus valores com os princípios pessoais dos consumidores. Traçando uma conexão mais pessoal e próxima.

Quer saber quais foram os principais temas abordados durante os dois dias do VTEX Day? Baixe agora nosso ebook "Content Report VTEX Day 22" com os maiores destaques sobre as novas tendências, tecnologias, inovação, novas soluções VTEX e insights sobre o futuro.

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.