Tendência do e-commerce Social selling

Tendência do e-commerce Social Selling

As redes sociais influenciam e muito nas decisões de compra, os consumidores utilizam diversos canais para buscar informações sobre marcas, encontrar opiniões de outros clientes, modo de uso de produtos, entre diversas outras informações necessárias antes de adquirir um produto ou serviço.

Por ser um canal que mescla todas essas necessidades, as compras realizadas nas redes sociais cresceram de 22% para 34% em 2020, segundo estudo NuvemCommerce. Dessa forma, conseguimos ver ser uma tendência cada vez mais popular entre os consumidores e traz muitas vantagens para o e-commerce de uma marca. É por isso que os lojistas devem se agarrar as oportunidades que essas plataformas oferecem para ganhar mais visibilidade em maios ao seu público.

Neste artigo, vamos falar um pouco sobre o que é Social Selling e como as empresas estão utilizando seus benefícios na estratégia de venda.

O que é Social Selling?

Ao utilizar as redes sociais para se conectar com clientes potenciais, expandir a presença da marca, engajar leads e vender mais é o que pode ser chamado de Social Selling. Vai um pouco mais além de uma estratégia de marketing para redes sociais, é resumidamente uma nova forma de vender através de um canal que antes não era explorado para vender, apenas para engajar o público.

A ideia é criar um canal onde as pessoas possam gerar confiança através da interação com a loja e compartilhamento de opiniões, avaliações e experiências com a empresa, dando força a voz da comunidade engajada. Pesquisa recentes demonstram que 49% dos consumidores confiam nas recomendações dos influenciadores quando fazem suas escolhas de compra, ponto que vem fazendo com que as empresas aumentem seus investimentos no marketing de influência.

Estas estratégias nas redes sociais voltadas para a venda, reduz os atritos que podem existir na fase de descoberta e consideração e consequentemente aumentar as taxas de conversão e captação de clientes potenciais. De acordo com uma pesquisa da Linqia, 86% dos negócios já utilizam links para compra que permite o consumidor passe instantaneamente da inspiração nas redes sociais para a efetivação da compra.

Inclusive, as principais redes sociais já possuem ferramentas para conectar provas sociais promovidas por influenciadores a um catálogo de produtos para que o cliente tenha acesso imediato para adquiri-lo.

As vantagens do Social Selling

Como a maioria das tendências do e-commerce, o Social Selling tem seu próprio conjunto de benefícios. Sendo um canal para sua marca, o Social Selling engloba processos de vendas, marketing, atendimento ao cliente, exposição de produtos, atualização de catálogo, links de conexão e muitas outras coisas. Com planejamento e uma boa abordagem, sua marca poderá aproveitar os benefícios do Social Selling. Algumas vantagens são:

  • Possibilidade de gerar autoridade e confiança para os consumidores por meio da Prova Social;
  • Torna a marca mais humana, uma vez que as redes sociais promovem a interação entre marca e clientes;
  • Um espaço aberto para o cliente dar e ter acesso a opiniões, avaliações promovendo a credibilidade da sua marca;
  • Serve como um canal para aquisição de novos clientes, já que as redes sociais possuem mais ou menos 3 bilhões de usuários ativos em todo o mundo. Além disso, esses usuários passam em média 3h30 diariamente.

A soma destas vantagens, consequentemente contribuem para o aumento das vendas e expansão da visibilidade do seu e-commerce.

Exemplos de ferramentas de plataformas sociais para o Social Selling

Para ter sucesso em sua estratégia de Social Selling, é preciso entender quais plataformas possuem recursos técnicos adequados para apoiar a sua marca no processo de desenvolver o seu Social Selling.

As principais redes sociais já começaram a desenvolver ferramentas para o Social Selling como, por exemplo:

  • Facebook Shopping;
  • Instagram Shopping;
  • Facebook Live Shopping;
  • Tiktok Shopping;
  • Youtube Live Shopping;
  • Twitter Shopping;

É importante lembrar que o Social Selling não consiste apenas em colocar produtos nestas plataformas e espera as vendas acontecerem. É necessário estratégias relacionadas a experiência do cliente.

As redes sociais devem manter um canal de para agregar valor, integrar operação e fidelizar usuários, vendendo produtos e/ou serviços nas redes sociais para promover uma marca e impulsionar suas vendas. 

Agora você já sabe como as redes sociais são uma parte importante na jornada de compra do seu cliente e poderá utilizar esses canais para aumentar a autoridade da sua marca e vender mais.

Gostou de conhecer sobre o Social Selling? Leia mais sobre o assunto em nosso post sobre “Social Commerce: O que é e como usar esta estratégia”

Deja un comentario

Ten en cuenta que los comentarios deben aprobarse antes de que se publiquen.